11 maio 2010

In Reflexão do Alterego Inexistente - Capitulo 03


Ainda está ai pobre nada? Por que te aborreces? Não és digno de conviver com as verdades, estas que são por hora, absolutas? O que teme por não existir senão o fato de correr entre teu egoísmo a quase certeza de que alguém lá fora é você? Não peça para que me esvaia em fumaça, não, isso não. Quero que se humilhe agora diante da extrema verdade, quero que assista a desgraça da tua inexistência durante mil anos, bem aqui sentado com os ouvidos quase que encostados em minha garganta a lhe sussurrar os motivos da minha vinda. Se esconda cagalhão de merda, sob debaixo das próprias unhas infames enquanto lhe observo, apenas lhe observo.

-Quem és tu, quão grande é o tamanho da tua nobreza já que não se apresentas para este que vós insistis em atacar com palavras e imagens distorcidas sobre meu mundo? Almeja extirpar do meu estomago algum pedaço de alma? É isso seu maldito incrédulo!

Oras, acredita mesmo que você tem algo que desperte algum mínimo de interesse? Sou apenas o cantador da verdade e resolvi revelá-la a você. Claro que a crueldade faz parte desse processo, até porque é o fator que motiva o prazer deste cântico. Não me encare como se fosse um mercador da loucura, mas acredite, não gostaria de poder enxergar o meu rosto. Acredita em suas verdade, eu estou aqui justamente para lhe contar a verdade sobre toda a tua verdade, como já deveis saber, verdades estas que não devem existir para você.

-Besta! Não consigo crer que possa haver alguma gota límpida em suas palavras. Não me envergonho de acreditar na minha existência. Alguma vez nesta tua vida resplandecida de gritos desesperadores pode tocar a pele de alguém? Não precisamos caminhar até os vagões da vaidade, basta me dizer se algum dia pode provar uma caneca daquela água cuja fonte é aquela que escorre por entre as arvores choronas do monte azul, provastes?

Tolo! Acredita haver ali esse monte azul? Água? Pele? O que mais você costuma imaginar enxergar? Tolo!

-Besta! Respirastes alguma vez o sabor do balsamo? Da folhas amareladas do filho do sol? Cadê tuas mãos?

Tolo! Não desperte a ira pela qual jamais ousou enfrentar!

-Besta! Duvido que tenhas já em algum dia dentre teus séculos de angustia, existido alguma outra alma que pudesse acalentar e amar tuas bravezas. Mostre-me tuas mãos e tua face já que não temeis nem a ti mesmo ou o que quer que desconheças.

Tolo! Foi te dito a verdade... Não ouse culpar outro que não seja a ti mesmo. Diante desse agora onde perturbo tua inexistência, cala-te e observe, apenas observe. Foi te dito a verdade!

-Besta...

9 comentários:

Thamyzinha Iwasaki disse...

nossa gostei tão profuindo e poetico, me faz pensar bastante nas tolices e refletir um pouco sobre mim mesma

parabens

xau

Dani Moscatelli disse...

Meus parabéns, seu blog é sensacional. Virei seguidora!

Beijos

erikissima!! disse...

Hoje não fui a primeira a comentar... :-(

E se realmente não existimos? E se eu sou fruto da sua imaginação e tudo o que você viveu, na verdade nunca existiu? E se todas as lembranças foram implantadas na sua memória e na verdade eu não te amo eu só faço parte do sistema?

E se você for um progrma de computador ou parte dele? Um robo com inteligencia artificial?

E se na verdade você faz parte de um reality show e qdo vou ao trabalho, na verdade fico olhando você pela TV? hummmm... pensando assim melhor tomar cuidado! rsrs

beijos

Renèe T. disse...

Adorei o subtítulo do seu blog, e os textos são maravilohosos, vou te seguir para sempre estar acompanhando s crônicas!


http://futurismologa.blogspot.com/

sequelanet.com.br disse...

Nuóssa, que alterego mais p* da vida! Dá a impressão que vai se suicidar.

Ravi Barros disse...

é bem surreal pensar tipo...será q eu existo, será q isso q eu to vendo é real?
paradoxamente é tão simples...
gostei mt msmo!
Parabéns pelo blog e pelos posts!

abraço aê

sequelanet.com.br disse...

Esse é o capítulo 3. Se tiver outro capítulo, creio que o fim do alterego será triste.

Luiz Brisa disse...

não li outros capitulos mas gostei desse
titulo bem legal
xD

Pormenorys disse...

seu blog ta massa, vc aceita parceria?